Notícias

Artigos com a tag " pbgás"

Governador inaugura gasoduto e liga 2ª maior termoelétrica do NE ao gás natural

18 fev 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

entrega da expansao para termoeletrica_foto francisco franca (6) entrega da expansao para termoeletrica_foto francisco franca (17)

O governador João Azevêdo participou, na manhã desta segunda-feira (18), do ato de ligação da termoelétrica Epasa ao gasoduto da PBGás. Na ocasião, também foi entregue 1,5 km da rede de gasoduto no Distrito Industrial de João Pessoa, que poderá atender ao aterro sanitário e a outras indústrias que venham a se instalar no entorno da área.

Após a ligação simbólica do gás natural na Estação de Regulação e Pressão, o governador, acompanhado da vice-governadora Lígia Feliciano, dos diretores da PBGás, da Epasa e de secretários de estado conheceram as instalações e a central de monitoramento da 2ª maior usina a óleo combustível do Nordeste, que passa a utilizar o gás natural em suas caldeiras.

João Azevêdo destacou que a ligação das caldeiras para geração de vapor é um primeiro passo para que, no futuro, com a substituição dos motores a óleo, a usina possa funcionar toda no gás natural e servir até para a geração de energia. “Sabemos que as termoelétricas são importantes como energia complementar a hidroelétrica, solar e eólica e necessitamos que ela continue funcionando e que possa, com o gás natural, melhorar o seu processo produtivo, reduzir a emissão de poluentes e fortalecer a matriz energética do Estado”, observou.

O governador acrescentou que nos últimos oito anos a Paraíba buscou equacionar a distribuição de energia com a execução da linha de transmissão em 500 kW que liga Milagres, Cajazeiras, Santa Luzia e a linha de Campina Grande e João Pessoa, que permitirá a Paraíba ser um grande pólo de distribuição. “Temos concedido incentivos fiscais e locacionais que geram a atração de novas indústrias, inclusive um conjunto de parques de energia eólica e placas fotovoltaicas instalados na Paraíba. Esse é o caminho para fortalecer a nossa matriz energética”, ressaltou.

De acordo com a diretora-presidente da PBGás, Tatiana Domiciano, o investimento da companhia na construção do gasoduto e na ligação da termoelétrica foi de mais de R$ 1 milhão e o novo gasoduto poderá atender outras indústrias que venham a se instalar no entorno da área do Distrito Industrial. “Estamos garantindo que a 2ª maior termoelétrica do Nordeste a óleo possa operar suas caldeiras ao gás natural e em um futuro próximo incorporar também os seus motores, o que irá gerar um volume considerável de gás, que é um combustível que emite menos poluentes”, explicou.

O presidente de Epasa, José Ferreira Abdal Neto, afirmou que a ligação do gás natural é um momento importante para a termoelétrica, já que com a conversão dos motores e caldeiras ao gás a emissão de gases poluentes sofrerá uma redução de cerca de 80%. “Nesta primeira etapa, o uso do gás natural na geração de vapor das caldeiras já traz vantagens como a redução dos caminhões para o abastecimento do óleo, propiciando um ambiente mais limpo e seguro”, explicou.

José Ferreira Abdal adiantou que o próximo passo será a conversão dos motores ao gás natural. “Já iniciamos um projeto de pesquisa para a conversão de um dos motores e esperamos no segundo semestre do ano fazermos a ligação e sermos um dos grandes clientes da PBGás. No processo produtivo esperamos uma redução entre 17% e 20% do custo em relação ao óleo diesel. Isso é algo muito relevante”, completou.

Epasa – As Centrais Elétricas da Paraíba S.A. – Epasa foi constituída para construir e explorar as usinas Termoparaíba e Termonordeste, vencedoras de leilão Aneel em 2007. A usina iniciou suas operações em dezembro de 2010. Considerando a potência instalada, as duas usinas, juntas, constituem a 2ª maior planta termoelétrica a óleo combustível no Nordeste, respectivamente.

As termoelétricas geram energia que é distribuída pela rede elétrica para vários estados do país e, em caso colapso na rede elétrica, a termoelétrica tem capacidade de suprir a demanda de energia em mais de 40% do estado da Paraíba.

A Epasa gera 450 empregos, sendo 156 empregos diretos de alta qualificação (engenheiros e técnicos) e cerca de 300 indiretos nas áreas de apoio, alimentação e transporte. A empresa também recebe incentivos fiscais do Governo do Estado, por meio da Receita do Estado e locacionais pela Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep).

Representantes da empresa Japonesa Mitsui conhecem a gestão financeira e administrativa da PBGÁS

20 mai 2015   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

mitsui site 2

Representantes da empresa japonesa Mitsui estiveram em João Pessoa nesta terça-feira (19), conhecendo a gestão financeira e administrativa da Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS) e como a empresa está inserida no mercado de distribuição de gás natural no Brasil. O Sr. Mitsutaka Azuma, da área de Gestão Financeira e a Sra. Mikako Sochigar, da área de Infraestrutura da Mitsui, vieram de Tóquio e foram recebidos pelo Diretor Administrativo e Financeiro da PBGÁS, David dos Santos Mouta, que apresentou o fluxo, a estrutura, a gestão financeira e o perfil dos clientes da companhia.

Os gerentes da PBGÁS de Orçamento e Regulação, Ricardo Vieira, de Finanças e Custo, Khalil Gilbran, e de Contabilidade e Controladoria, Regina Guedes, apresentaram suas respectivas Áreas aos executivos da Mitsui. Na visita ao Brasil, os japoneses também vão conhecer os processos financeiros e administrativos das companhias distribuidoras da Bahia (Bahiagás) e de Alagoas (Algás).

O Diretor Administrativo e Financeiro da PBGÁS, David Mouta, destacou que a visita foi bastante produtiva pela troca de experiência entre a multinacional e a Companhia, além de atender as expectativas dos japoneses que puderam ver de perto as informações financeiras e de mercado que recebem regularmente por meio de relatórios. De acordo com David Mouta, os representantes da Mitsui ficaram bastante satisfeitos com os controles existentes na companhia referentes à sua gestão financeira e projeções de mercado de gás no Estado da Paraíba.

A empresa japonesa Mitsui e a controladora da empresa Mitsui Gás e Energia do Brasil que é uma das três acionistas da PBGÁS, atuando ao lado da Gáspetro, empresa controlada pela Petrobrás, e do Governo Estadual. Além de sua presença na Paraíba, a Mitsui ainda se encontra em outros seis Estados brasileiros como acionista de outras companhias de gás natural, como Alagoas, Bahia, Ceará, Paraná, Pernambuco, Santa Catarina e Sergipe.

 

 

 

 

 

Bônus de R$ 450 a proprietários de veículos que instalarem o kit GNV

3 mai 2012   //   por Gerência de Comunicação Institucional   //   Notícias

A companhia distribuidora de gás natural na Paraíba, PBGÁS, está em plena campanha de incentivo aos proprietários de veículos para instalação do kit GNV – Gás Natural Veicular. A campanha teve início na semana passada e está recebendo várias adesões. Além de orientar sobre as vantagens do GNV em relação ao combustível líquido, a PBGÁS ainda lançou, nessa campanha, um benefício financeiro para os primeiros 400 proprietários de veículos que fizerem a instalação do kit. Leia mais >>

Novo CEO da Mitsui no Brasil visita a Paraíba

5 mai 2011   //   por Administrador   //   Notícias

A Mitsui Gás e Energia do Brasil que é acionista da PBGÁS, juntamente, com a Gaspetro e o Governo da Paraíba, apresenta seu novo CEO Brasil.

Estiveram em João Pessoa, na sede da PBGÁS e do Governo do Estado, o Sr. Masayuki Yoshizawa, que durante cinco anos esteve à frente da Mitsui Gás no Brasil e o novo CEO Brasil da Empresa Japonesa – Tatsuhiro Sato que é formado em Sociologia na Universidade de Tóquio e iniciou na Mitsui & Co. Ltd em Abril de 1984 na divisão de maquinaria pesada e indústria química, na filial de Osaka no Japão. Seu último cargo antes de vir para o Brasil foi na direção do Terminal de Carga Aérea Internacional de Tóquio Ltd (empresa da Mitsui & Co. Ltd).

Leia mais >>