Notícias

Artigos com a tag " GNV"

Após redução da PBGÁS, preço do GNV baixou para R$ 2,99 nos postos de João Pessoa- Confira lista

10 ago 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

03C01220

Após a PBGÁS reduzir em 16,9% a tarifa do metro cúbico do GNV para os postos de combustíveis, o preço do GNV nas bombas já pode ser encontrado a R$ 2,99 nos postos de combustíveis localizados na grande João Pessoa. Até a manhã desta segunda-feira (10), nove postos baixaram o valor do GNV para R$ 2,99 e oito postos reduziram o preço para R$ 3,00, apenas três estabelecimentos continuam com o valor anterior.

Segundo dados do aplicativo “Preço da Hora”, o menor preço no GNV na grande João Pessoa pode ser encontrado a R$ 2,99, uma redução de R$ 0,14 centavos em relação ao verificado na semana passada, enquanto o da gasolina mais barata é de R$ 3,79.   Neste contexto, o GNV passa a ter uma competitividade de 36% no comparativo com a gasolina, de acordo com a relação valor do combustível, desempenho e distância percorrida, em comparação à gasolina.  (conforme gráfico em anexo)

Em Campina Grande a redução foi bastante significativa, o metro cubico que era R$ 3,54, caiu para R$ 3,24 nas bombas, enquanto o litro da gasolina mais baixo é encontrado a R$ 4,07. Lá a competitividade do GNV em relação à gasolina chega a 36% .

Para se ter ideia da economia na “ponta do lápis”, o motorista de João Pessoa que rodar 100 km por dia, por exemplo, terá uma economia de aproximadamente R$ 378,00 por mês e R$ 4.536,00 no ano. Já em Campina Grande, caso o motorista rode 100 km ao dia, economizará R$ 407,56 por mês e R$ 4.890,00 por ano.

O diretor técnico comercial da PBGÁS, Paulo Campos, destacou o esforço que a companhia vem tendo desde novembro de 2018 para a melhoria da competitividade da tarifa do GNV e que, somente este ano, já foram adotadas três reduções consecutivas, elevando a sua competitividade do gás natural em 36% em relação à gasolina.

“Entendemos esse momento delicado por que passam os setores da indústria e do segmento automotivo, que representam os maiores volumes de consumo de gás na Paraíba, em todo esse período de pandemia. Por isso, não medimos esforços para ajudarmos os nossos clientes a retomarem suas atividades de forma gradual e na medida do possível, fortalecendo a economia em nosso estado”, completou.

 

Lista dos postos que reduziram o preço do GNV na grande João Pessoa

 (Fonte Aplicativo Preço da Hora):  10.08.20 às 10h.

Posto AFL Gás Natural, Alto da Boa Vista- Bayeux – R$ 2,99

DN Comércio de Combustível, Oitizeiro- J. Pessoa- R$ 2,99

Posto AFL Gás Natural, Cristo, J. Pessoa- R$ 2,99

Posto B. Cavalcanti, bairro dos Estados. J. Pessoa R$ 2,99

Posto Arlindo Fonseca, Distrito Industrial- João Pessoa. R$ 2,99

Posto Santa Rita, R$ 2,99

Posto Planalto, Santa Rita-R$ 2,99

Posto Motogas- bairro Imaculada- Bayeux R$ 2,99

Posto Motogás – Tambaú- R$ 2,99

Posto Petrogas, bairro do Sesi em Bayeux. - R$ 3,00

Posto Santa Júlia, Torre. - R$ 3,00

Posto São Luiz III, estrada de Cabedelo. R$ 3,00

RBC Combustíveis, João Paulo II. - R$ 3,00

Estrela da Liberdade, bairro São Bento, Bayeux - R$ 3,00

Posto Frei Damião, Bairro dos Ipês. - R$ 3,00

Posto São José, Cruz das Armas, J. Pessoa. R$ 3,00

Posto São Luiz III, B. dos Ipês. J. Pessoa R$ 3,00

 

Lista dos postos que reduziram o preço do GNV em Campina Grande

Posto Dallas- Liberdade. R$ 3,24

Posto Mastergás, Liberdade, R$ 3,24

Posto São Luiz III, B. Centenário. R$ 3,25

Posto Unigas. R$ 3,25

PBGÁS reúne donos de postos e apresenta redução de 16,9% na tarifa do GNV na Paraíba

31 jul 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

IMG_8445

Com objetivo de fazer chegar ao consumidor final a redução da tarifa de 16,9% do preço do Gás Natural Veicular (GNV), a partir de 1º de agosto, a PBGÁS realizou reunião virtual com donos de postos de combustíveis da grande João Pessoa e região de Campina Grande. O encontro realizado na quinta-feira (31) contou com a participação do diretor Técnico Comercial da PBGÁS, Paulo Campos, do gerente de Mercado Alairson Gonçalves e da analista da PBGÁS, Fabiola Gomes e dos empresários do setor de postos de combustíveis.

Esta é a terceira redução consecutiva no preço do gás concedida pela PBGÁS este ano com objetivo de incentivar os usuários do gás natural neste período de pandemia e garantir a competitividade do mercado. A equipe da gerência de Mercado Industrial e Automotivo da PBGÁS apresentou os parâmetros para a redução na tarifa do gás com objetivo de minimizar os efeitos da crise econômica e sanitária provocada pela Covid-19.

O diretor técnico comercial da PBGÁS, Paulo Campos, considerou a reunião bastante produtiva no sentido de dar mais transparência e buscar a melhoria da competitividade do GNV em relação à gasolina e o etanol. “Assim como ocorreu no mês de maio, nossa expectativa é que a redução do GNV chegue ao consumidor final nesse momento de crise. O que será importante para os usuários do GNV, principalmente os que usam o carro para o trabalho como taxistas e motoristas de aplicativo, e que precisam economizar para viabilizar o seu negócio.  Agradeço a parceria dos empresários do setor neste momento delicado e desafiador para todos”, completou.

De acordo com o gerente de mercado da PBGÁS, Alairson Gonçalves, a expectativa é que os postos repassem toda redução de 16,9% concedida pela PBGÁS na Paraíba e que o GNV e o Gás Natural Comprimido (GNC) tenham uma economia em torno de 40% no comparativo com a gasolina, estimulando novas conversões e o consumo, o que é bom para os empresários, para a PBGÁS e para o consumidor do gás natural.

Empresários que participaram da reunião destacaram o empenho da PBGÁS em promover a competitividade do GNV, o que motiva o setor a contribuir para este segmento importante na economia paraibana.

PBGÁS registra crescimento de 6% no consumo médio de GNV após greve dos caminhoneiros

28 jun 2018   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

300X294 INTERNO

A Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS) registrou um crescimento de 6% no consumo médio de gás natural veicular (GNV) no mês de junho em relação a maio deste ano, 30 dias após a greve dos caminhoneiros. Segundo dados da gerência de mercados da companhia, no período de maio, o consumo médio foi de 87.159 m³/dia, enquanto junho aumentou para 92.397m³/dia.

Os fatores do aumento estão relacionados com os impactos da greve dos caminhoneiros, em razão da falta de combustíveis líquidos nos postos por cerca de 10 dias, ocasionando um aumento de quase 70% no número de conversões nas oficinas credenciadas ao Programa de Incentivo GNV da PBGÁS. A campanha ampliou, este mês, o valor do bônus para até R$ 1 mil para motoristas que converterem seus veículos para o GNV.

De acordo com o diretor presidente da PBGÁS, George Morais, o desabastecimento de combustíveis líquidos por mais de uma semana despertou o consumidor paraibano e gerou uma maior procura pelo GNV. “Quem estava na dúvida para converter seu veículo, certamente se convenceu da eficiência e versatilidade do gás natural, pois além de não faltar nos postos e ser distribuído por gasodutos, o GNV proporciona uma economia de 45% em relação à gasolina”, avaliou George.

O diretor técnico comercial da PBGÁS, Giovane Rosa, explicou que o motorista que rodar 100 km por dia ou 3 mil km por mês, economiza aproximadamente R$ 565,00 no gás natural em comparação com a gasolina, o que é bastante relevante no orçamento familiar ou na viabilidade para o negócio de motoristas de aplicativos, taxistas, representantes comerciais e frotistas.

O empresário Bruno Leão, da convertedora GNV Prime em João Pessoa, constatou que o movimento aumentou em 60% em relação ao mês de  maio e que para atender os clientes com mais agilidade, adotou regime de horas extras para que o agendamento da instalação se dê em dois dias. “Estamos trabalhando para ampliar o entendimento das vantagens e os benefícios do GNV, pois além de ser mais econômico, também oferece uma vida útil maior ao motor, já que não existe possibilidade de adulteração, ao contrário dos combustíveis líquidos”, completou.

Para receber o benefício, basta o motorista instalar o kit e o cilindro no período de vigência do Programa de Incentivo ao GNV, em convertedoras credenciadas pela PBGÁS em João Pessoa (New Gás, Extra Gás e GNV Prime) e Campina Grande (Maecio Serviços e EquipeGÁS). Também é necessário emplacar o veículo na Paraíba e obter a vistoria do Organismo de Inspeção Acreditado (OIA), também localizados na capital e Campina Grande, retirando o documento do veículo no DETRAN. Depois, é só comparecer na PBGÁS com a documentação que comprove a conversão do veículo e receber um cheque nominal de R$ 1 mil para motoristas que converterem seus veículos para o GNV com cilindros novos e R$ 800,00 para cilindros requalificados…

Mais detalhes sobre as convertedoras credenciadas e o Programa de Incentivo ao GNV podem ser consultados no endereço eletrônico www.pbgas.com.br ou no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), pelo 0800 281 0197 ou 117.

Regulamento da campanha

http://www.pbgas.com.br/?page_id=3953

 

 

 

PBGÁS lança campanha que mostra economia do veículo a gás natural

22 abr 2015   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

 

fretista site

Num cenário de alta no preço da gasolina e do álcool, o uso do Gás Natural Veicular (GNV) torna-se cada vez mais atrativo e gera uma economia de mais de 50% para os motoristas. É pensando nisso que a PBGÁS (Companhia Paraibana de Gás) lança nesta quinta-feira (23) uma campanha publicitária que explica as vantagens econômicas e ecológicas do uso do gás natural e da adesão ao Programa de Incentivo ao GNV.

No material da campanha intitulada “Gás Natural Veicular- Seu Bolso Agradece” , um frentista se transforma em professor e dá uma aula da economia que representa o uso do gás natural. Enquanto o preço médio do litro da gasolina nos postos de João Pessoa é de R$ 3,08 e em Campina Grande é de R$ 3,39, o preço médio do metro cúbico (m3) do GNV é de R$ 1,99 na Capital e R$ 2,20 em Campina. Além disso, o veículo a gás natural roda mais, já que o custo por km é de R$ 0,15 e da gasolina R$ 0,31 centavos.

O presidente da PBGÁS, George Morais, destacou que, além das vantagens econômicas e ambientais, os motoristas que converterem seu carro para o gás natural nas lojas credenciadas terão ainda mais benefícios como um bônus no valor de R$ 600,00 para kits 5ª geração (mais modernos) ou carros novos movidos a gás durante a vigência do programa, ou R$ 450,00 para kits de 2ª ou 3ª geração.   “Com o bônus o motorista vai rodar cerca de 4000 km com GNV”.

“Estamos ampliando o Programa de Incentivo ao Uso do Gás Natural, estimulando o consumo de um combustível mais econômico neste período de aumento de preços, tornando-o ainda mais atrativo para o motorista”, destacou George Morais.

O diretor Técnico e Comercial da PBGÁS, Carlos Vasconcelos, disse que para quem roda 100 km´s/dia e, principalmente, para quem tem no veículo um instrumento de trabalho, o GNV torna-se imprescindível, pois em 1 ano este motorista economizará R$ 5.760 e R$ 17.500 em três anos. “Esse dinheiro dá para bancar a troca por um carro popular zero km e, no caso de taxistas, que rodam cerca de 200 km´s/dia, a economia seria de R$ 34 mil em três anos, valor que daria para comprar um segundo taxi zero km´s”, explicou.

Meio Ambiente- De acordo com David Mouta, diretor Administrativo/Financeiro, a PBGÁS espera com a campanha aumentar a frota de veículos movidos a gás natural na Paraíba que é de 21.552 carros (até dezembro de 2014). “Isso seria bastante vantajoso para os motoristas que aderirem a esta nova opção de combustível, bem como para a população como um todo, uma vez que diminuiria o quantitativo de veículos mais poluentes”.

O taxista Fábio Luna Freire, que utiliza o gás natural há 13 anos, destacou que o fator principal para optar pelo combustível é a economia, já que o combustível é mais barato e roda mais km´s. Ele destacou que há seis meses comprou um carro novo e rodou alguns meses com gasolina e sentiu que ficava difícil diante do alto custo. “Num mês de alta estação rodo em média 8 mil km e preciso desembolsar R$ 2 mil com a gasolina. Já com o GNV passei a pagar cerca de R$ 1 mil, uma economia de 50%, que garante uma maior lucratividade no meu negócio”, explicou o taxista.

Empreender Paraíba- A conversão para o gás natural também pode ser financiada com taxa de 0,64% ao mês em até 24 meses para taxistas, frotistas e profissionais de transportes. O valor do crédito liberado cobre todas as despesas da instalação do Kit, num financiamento com carência de quatro meses para iniciar o pagamento.

Essa linha de crédito é fruto de um convênio firmado entre a PBGÁS e o Programa Empreender Paraíba. Maiores detalhes sobre as convertedoras credenciadas, e também o Programa de Incentivo ao GNV, podem ser consultados no www.pbgas.com.br, ou no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), pelo 0800 281 0197.

Bônus de R$ 450 a proprietários de veículos que instalarem o kit GNV

3 mai 2012   //   por Gerência de Comunicação Institucional   //   Notícias

A companhia distribuidora de gás natural na Paraíba, PBGÁS, está em plena campanha de incentivo aos proprietários de veículos para instalação do kit GNV – Gás Natural Veicular. A campanha teve início na semana passada e está recebendo várias adesões. Além de orientar sobre as vantagens do GNV em relação ao combustível líquido, a PBGÁS ainda lançou, nessa campanha, um benefício financeiro para os primeiros 400 proprietários de veículos que fizerem a instalação do kit. Leia mais >>

Primeiros taxistas instalam kits de gás natural financiados pelo Empreender PB

20 abr 2012   //   por Administrador   //   Notícias

Tiveram início esta semana as adesões de taxistas à linha de financiamento do programa Empreender-PB para instalação do sistema de gás natural em seus veículos. Até a manhã dessa quarta-feira (18), somente em uma empresa convertedora, no centro de João Pessoa, nove automóveis já tinham começado a instalação dos kits, segundo informou o empresário Onildo Araújo, proprietário da empresa. Leia mais >>

Preço do GNV na Paraíba é o terceiro mais barato, revela pesquisa

5 abr 2012   //   por Administrador   //   Notícias

Uma pesquisa realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), revelou que a Paraíba é o terceiro Estado do Nordeste a oferecer o menor preço do GNV (Gás Natural Veicular). Os dados foram divulgados esta semana, após um levantamento de preços entre os dias 25 e 31 de março.

De acordo com a pesquisa, dos sete Estados nordestinos onde existe distribuição de gás natural, a Paraíba aparece na terceira posição com o preço médio de R$ 1,769 por metro cúbico, na cidade de João Pessoa. A capital fica atrás apenas de Salvador e Maceió, que oferecem preços de 1,596 e 1,65, respectivamente. Leia mais >>

PBGÁS orienta frotistas e donos de táxi a procurarem Empreender PB

2 abr 2012   //   por Gerência de Comunicação Institucional   //   Notícias

Frotistas e donos de táxi que queiram adaptar os seus carros para uso do gás natural, já podem se cadastrar no programa Empreender Paraíba, a fim de se beneficiar de uma linha de crédito destinada a financiar a conversão. A Companhia Paraibana de Gás (PBGás) está orientando os interessados a fazer o cadastro na Agência de Fomento ao Crédito, inaugurada recentemente pelo Governo do Estado, em João Pessoa. Leia mais >>

GNV fica mais barato na Paraíba

1 jun 2011   //   por Administrador   //   Notícias

A maioria dos postos da grande João Pessoa que comercializavam o GNV a R$ 1,84, já reduziram seus preços, e, hoje, 01 de junho, o GNV é encontrado a R$ 1,76; em Campina Grande o preço ao consumidor foi reduzido de R$ 1,89 para R$ 1,81.

A queda do preço do GNV causada pela redução de margem da PBGÁS e dos postos revendedores de gás natural faz parte do Programa de Incentivo ao GNV, lançado pela Companhia Paraibana de Gás. Leia mais >>