Tire suas Dúvidas

O Gás Natural

1. O que é o Gás Natural?
O gás natural é um combustível fóssil cujo componente principal é o metano. Esse gás é extraído de poços subterrâneos “on shore” (em terra) e “off shore” (oceanos). Após processamento, este gás é transportado e distribuído aos consumidores finais.

2. De onde vem o nosso gás natural?
O gás natural distribuído pela PBGás é oriundo dos campos de produção de Gás/óleo do Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe, Alagoas, e agora também da região sudeste, com a conclusão das obras de interligação do Gasoduto Sudeste-Nordeste (Gasene).

3. O Gás natural é distribuído em botijões?
Não. O fornecimento do gás natural é realizado a partir da malha de distribuição (gasodutos) da PBGÁS. O gás chega canalizado até a residência, sem a necessidade de manutenção de botijões e recargas, gerando maior segurança e comodidade aos clientes.

4. O gás natural tem cheiro?
Em seu estado natural o gás natural não tem cheiro. As companhias de distribuição de gás adicionam um odorante químico, a “mercaptana”, ao gás natural para que quaisquer tipos de vazamentos sejam facilmente identificados.

5. É verdade que o Gás natural é mais seguro que o GLP?
É sim. Em caso de escapamento/vazamento o gás natural, por ser mais leve que o ar, se dispersa na atmosfera, não se acumulando, não criando bolsões na parte inferior do recinto e dissipando-se rapidamente no ar. Além disto, o gás natural trabalha com pressões menores na rede de tubulação, o que gera mais segurança em caso de vazamento ou rompimento da tubulação.
Ainda, o gás natural não precisa ser estocado, retirando dos Edifícios os botijões de alta pressão, o que aumenta ainda mais a segurança.

A PBGÁS

1.  A PBGÁS é uma empresa Estatal?
Sim. A PBGÁS é uma sociedade de economia mista que tem em sua composição acionária o Governo do Estado, a Gaspetro e a Mitsui Gás, possuindo, respectivamente, 51%, 24,5% e 24,5% do capital votante e 17%, 41,5% e 41,5% do capital social.

2.  Onde fica?
Localiza-se na Av. Pres. Epitácio Pessoa, 4756, Cabo Branco, João Pessoa – PB.

3.  A PBGÁS é fiscalizada por algum órgão do governo?
Sim. O órgão regulador da PBGÁS é a ARPB – Agência de Regulação do Estado da Paraíba, cujo telefone é o 0800 281 6644.

Instalações

1. Como posso fazer para receber gás natural no meu Edifício?
Agendar através do S.A.C. (117 ou 0800 281 0197), uma visita de nossa equipe comercial.

2. Que bairros são contemplados com o Gás Natural Residencial?
Os bairros do Aeroclube, Manaíra e Tambaú já recebem o gás natural, e a expansão segue em direção aos bairros de Cabo Branco e Miramar.

3. Utilizo GLP em meu edifício, posso fazer uso da mesma instalação?
Para utilizar o gás natural, a rede de distribuição interna deve estar de acordo com as normas da ABNT. Caso esteja dentro das normas e após uma vistoria técnica, provavelmente nenhuma grande alteração seja necessária, somente a interligação da rede interna com a rede da PBGÁ será necessária. Quanto aos equipamentos (fogão, aquecedor, caldeiras, etc), os queimadores, injetores e registros dos mesmos deverão sofrer uma pequena adaptação.

4. A PBGÁS individualiza por apartamento a distribuição de gás no meu Edifício?
Não. A PBGÁS comercializa o gás, ficando os serviços de construção da rede interna e individualização do gás sob a responsabilidade do condomínio, que deverá contratar uma empresa especializada.

5. Quem assumirá as despesas com a conversão dos fogões?
Os 5.000 (cinco mil) primeiros clientes residenciais (casas e apartamentos) que aderirem ao gás natural serão beneficiados com os serviços de conversão gratuitos.

6.  Uma vez convertido para Gás Natural, eu posso voltar a usar o GLP?
Sim. A conversão dos aparelhos para gás natural se resume numa simples troca de peças. A volta ao sistema antigo é possível e fácil, desde que seja feita por técnicos treinados.

Faturamento

1.  A PBGÁS mede individualmente o consumo de gás?
Não. A medição é realizada por meio de um medidor coletivo instalado no CRM (conjunto de regulagem e medição), ficando o rateio da fatura sob responsabilidade do condomínio.

2.  Como será feito o pagamento?
O pagamento será pós-pago, faturado mensalmente. Vale ressaltar que o cliente pode escolher a melhor data de vencimento da fatura entre os dias 5, 10, 15, 20, 25 e 30 do mês.

Segurança

1. O que fazer em caso de suspeita de vazamento de gás natural?
·   Feche imediatamente a válvula de bloqueio dos aparelhos a gás para interromper o fluxo de Gás Natural.
·   Não acione (ligar ou desligar) nenhum aparelho elétrico, disjuntor, interruptor etc.
·   Abra todas as portas e janelas para permitir o máximo deventilação no ambiente.
·   Não utilize fósforos, velas ou qualquer outro dispositivo que produza chama ou centelha, para localizar o vazamento.

2. A quem devo procurar em caso de vazamento?
Entre em contato com a PBGÁS pelo telefone de emergência: 117, 0800 281 0197  ou  9090 8802 4620.