PBGÁS conecta empreendimento multiuso no bairro do Miramar

28 jan 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

IMG_8022

A PBGÁS conectou ao gás natural canalizado o espaço multiuso Vila Jardim e o restaurante Galeria no bairro do Miramar. O espaço, inaugurado no mês de dezembro, conta com amplo jardim, com o restaurante Galeria ( onde acontecem exposições de arte ), coworking e espaço gourmet para negócios e apresentações culturais.

A diretora-presidente da PBGÁS, Taciana Danzi Amaral, disse que a PBGÁS fica satisfeita em fornecer o energético para um empreendimento com um novo conceito que alia aspectos como a natureza, artes e a sustentabilidade com os conceitos de eficiência, segurança e o respeito ao meio ambiente, que são inerentes ao gás natural. “O gás canalizado dialoga bem com empreendimentos sustentáveis, já que seu fornecimento é contínuo e por gasodutos e dispensa armazenamento de botijões e reabastecimento por caminhões, contribuindo, assim para a segurança e para um ar mais puro”, explicou.

A empresária Kycia Cordeiro contou que o espaço Vila Jardim é um negócio permeado por plantas e natureza e com a pegada sustentável, desde o início do projeto com adaptação da casa construída há 40 anos, com o reaproveitamento de materiais como piso e esquadrias, não tinha sentido utiliza um energético que não fosse ambientalmente responsável, como o gás natural canalizado.  “A cada dia temos a certeza que o uso do gás canalizado foi uma decisão acertada”, avaliou.

Kycia Cordeiro, que já utiliza o gás canalizado em seu prédio residencial, lembrou que a grande vantagem na decisão da escolha do gás natural para seu empreendimento foi não ter a necessidade de construir um depósito para armazenamento, que seria uma preocupação a mais com a segurança.  “O fornecimento contínuo, sem a necessidade de solicitar reabastecimento ou se preocupar se o gás vai acabar, é algo muito importante para o nosso negócio. Os funcionários da cozinha também têm aprovado a pressão do gás e a qualidade da chama para funcionamento dos equipamentos. Ao contrário do gás em botijão que se verifica a baixa da chama quando o volume do produto está baixo”, exemplificou.

 

cozinha oficial