PBGÁS apoia a arte das labirinteiras do Agreste no 30º Salão de Artesanato da Paraíba

13 jun 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

FACEBOOK

A coleção Labirintos do Agreste é uma das novidades da 30ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba, que ocorrerá até 30 de junho, em Campina Grande, no Museu de Arte Contemporânea da Unifacisa, das 15h às 22h. A coleção trará roupas e acessórios concebidas para homenagear seis mestras labirinteiras durante o mais importante evento do artesanato da Paraíba.

Desenvolvida pelas designers de moda Helena Dieb, Gabriela Maroja, Larissa Uchôa e Lucyana Azevedo da Livre Escola Criativa, a coleção vai mostrar que o bordado labirinto ultrapassa o universo da casa para conquistar o mercado da moda.  A coleção conta com o apoio da Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS), do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Verona Tecidos , Óticas Rocha e ATECEL.

De acordo com a designer de moda, Gabriela Maroja, as peças em bordados labirinto sempre foram direcionadas a artigos de casas e com o olhar do design foram trabalhados para se transformarem em belas roupas e acessórios como colares, broches, botões numa perfeita sinergia para o futuro da moda sustentável.  “É uma forma de resgatar o valor de uma tradição que andava meio esquecida, inserindo as labirinteiras no mercado e incrementando a sua renda”, explicou Gabriela.

Gabriela explicou que a coleção, que ficará à mostra no hall de entrada do Salão de Artesanato, une moda e artesanato em peças contemporâneas e com forte identidade regional.  “A coleção surge da interseção do olhar do design com a tradicional técnica do labirinto, executada com maestria pelas artesãs labirinteiras de Serra Redonda, representadas por Dona Dida, de Serra Rajada, por Dona Terezinha, de Chã dos Pereira, por Dona Toinha (in memoriam), de Juarez Távora, por Dona Antônia, do Quilombo Pedra D’água, por Dona Marta e de Pontina, representadas por Dona Rita”.

Para a diretora-presidente da PBGÁS, Tatiana Domiciano, a participação da PBGÁS como patrocinador da coleção também possibilitará a companhia exercer o seu compromisso social de contribuir para a preservação de uma tradição cultural marcante para a Paraíba e de apoio as labirinteiras do Agreste paraibano, dentro do que prevê a sua Política de Cidadania Corporativa. “As ações sustentáveis e de apoio às boas ideias fazem parte da missão da companhia nesta coleção de moda que utilizou tecidos naturais como a cambraia de algodão, o linho e o linhão agregando valor às peças produzidas pelas labirinteiras”.