PBGÁS instala gás natural no maior condomínio residencial da Paraíba

14 mar 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

Dallas

A PBGÁS conectou, neste mês de março, o Dallas Park, maior condomínio residencial da Paraíba, ao gás natural canalizado. Localizado em Campina Grande, o condomínio fechado possui 864 unidades, das quais mais de 700 já estão sendo beneficiados com as vantagens do gás canalizado como a segurança, comodidade e o conforto do fornecimento contínuo. A companhia investiu mais de R$ 200 mil reais para a adequação da rede e na conversão dos fogões.

A ligação do empreendimento marca também o crescimento de 20% no número de ligações no segmento residencial e comercial no ano passado na Paraíba em relação a 2017. Somente em 2018 foram ligados 3.248 novos clientes, após a conclusão da rede de gás no Brisamar e no Jardim Luna e a saturação de áreas, que já possuem rede em João Pessoa e Campina Grande.

O gerente de mercado residencial e comercial da PBGÁS, Marco Coutinho, avaliou que as vantagens do gás canalizado como a praticidade do fornecimento contínuo, o conforto e a segurança, junto com a expansão da rede de distribuição de gás, foram determinantes para o crescimento no número de clientes. “Atualmente as pessoas procuram a praticidade, a segurança e o conforto do fornecimento contínuo do gás seja para sua cozinha, churrasqueira a gás e aquecimento de chuveiros. O atendimento especializado da PBGÁS em até 1 hora, em caso de necessidade, é outro grande diferencial”, destacou.

O técnico da PBGÁS, Robson Oliveira, que participou do trabalho de adaptação da rede interna, lembrou que a ligação do condomínio fechado com mais de 800 apartamentos foi um grande desafio que mobilizou toda a companhia e a empresa contratada.  Ele lembrou que como a rede havia sido feita inicialmente para GLP foi necessária toda uma adequação e a integração da rede de distribuição e que, apesar de alguns contratempos, o resultado está sendo muito positivo. “Se não houvesse um envolvimento de todos desde a fase do planejamento, da execução e da fiscalização, o projeto não teria avançado dentro dos padrões de qualidade da companhia”, destacou.

Com a adaptação ao gás natural, a administração do condomínio estima uma economia de cerca de 30% na conta do gás e ficará livre da programação de reabastecimento dos cilindros de GLP por caminhões a cada 15 dias.

O morador Ubieli Alves Araújo está satisfeito com a mudança para o gás natural, não apenas pela economia, mas pela comodidade de não precisar de reabastecimento ou de ficar sem o fornecimento de gás como já ocorreu. “Recentemente no período de mudança de síndico houve um problema de comunicação que provocou a falta de gás por 24h, prejudicando todos os moradores na época. Com o gás natural canalizado esperamos não passar mais por isso. Aqui o gás não pode faltar”, ressaltou.