CASACOR Paraíba terá restaurantes, home & grill e lareiras funcionando a gás natural

20 set 2018   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

restaurante 1

O conforto e a versatilidade do gás natural serão apresentados pela primeira vez na edição 2018 da CASACOR em João Pessoa. O evento, que tem a sustentabilidade como diferencial, foi aberto nesta quarta-feira (19), e trará como novidade ambientes funcionando a gás natural como o restaurante The W, uma forneria,  o espaço Home & Grill com churrasqueiras e cozinha com água aquecida, além de tocheiros e lareiras que dialogam com a sustentabilidade e a modernidade.

Esta 2ª edição da CASACOR permitirá que a PBGÁS demonstre na área do lounge as mais diversas possibilidades de uso do gás natural com ambientes sofisticados e à disposição do público. No mês de outubro está sendo programado um evento de degustação com clientes e convidados no espaço home & grill.

O gerente de mercado Residencial e Comercial da PBGÁS, Marco Antônio Coutinho, informou que os visitantes poderão perceber o diferencial do gás natural e sua versatilidade, não apenas para o funcionamento de fornos e fogões, mas também por oferecer mais conforto aos lares como aquecedores de água, churrasqueiras e lareiras em perfeita harmonia com a natureza.

“O gás natural possui atributos que o diferencia dos seus concorrentes por possibilitar o fornecimento contínuo por meio de gasodutos, sem a necessidade de reabastecimento por caminhões e de armazenamento de cilindros. Esses são alguns atributos que, aliados a qualidade dos serviços oferecidos pela PBGÁS, garantem a satisfação dos clientes”, ressaltou Marco Coutinho.

O gerente de marketing da PBGÁS, George Ferreira, ressaltou que gás natural vem como um elemento que ajuda a trazer o requinte e o conforto esperado nos ambientes da exposição. “As lareiras e tocheiros a gás, além de aquecer ambientes e trazer conforto, demonstra um estilo que personaliza o espaço através do elemento fogo. A tecnologia também está presente, com o acionamento automático e o controle da chama”.

A arquiteta Andrea Miranda, que assinou o projeto do restaurante The W com as arquitetas Camila Fialho e Samia Raquel, explicou que o ambiente faz uma caminhada pelas raízes nordestinas que passeiam entre o Sertão e o mar com uso de fibras naturais. No ambiente destaque para a entrada com material retirado de um açude seco e as esculturas da artesã Maria Lúcia Miranda que representa a floresta marinha.

A arquiteta Andrea Miranda explicou que o fato do projeto do restaurante ter sido feito adaptado para o gás natural facilitou bastante, já que não se precisou perder espaço para armazenar cilindros, além  da praticidade de saber que o fornecimento é contínuo e não será necessário reabastecer durante os 45 dias de funcionamento. “Será uma preocupação a menos também para os administradores e pessoal da cozinha”, explicou a arquiteta.

O Lounge Goumet também é destaque com a cozinha com churrasqueiras à gás, água aquecida e um jardim com hortas de verduras e legumes que podem ser utilizados na preparação dos próprios alimentos. O projeto é assinado pelo arquiteto Renato Teles e pela paisagista Michele Viana. “O gás natural dialoga bem com um espaço que busca oferecer mais conforto e comodidade, que são atributos da vida contemporânea. O nosso forno e churrasqueiras a gás dispensam os cilindros e o botijão de gás que não combinaria com o nosso ambiente goumert”, destacou Renato Teles.

Além do restaurante e da forneria com ambientes confortáveis e que encantam a cada olhar dos visitantes, o Spa e a Boate IT Club, serão espaços do Hotel Tambaú que permanecerão funcionando a gás natural, possibilitando mais diversão e conforto também para os hóspedes do Hotel Tambaú.

lareira