Representantes da empresa Japonesa Mitsui conhecem a gestão financeira e administrativa da PBGÁS

20 mai 2015   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

mitsui site 2

Representantes da empresa japonesa Mitsui estiveram em João Pessoa nesta terça-feira (19), conhecendo a gestão financeira e administrativa da Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS) e como a empresa está inserida no mercado de distribuição de gás natural no Brasil. O Sr. Mitsutaka Azuma, da área de Gestão Financeira e a Sra. Mikako Sochigar, da área de Infraestrutura da Mitsui, vieram de Tóquio e foram recebidos pelo Diretor Administrativo e Financeiro da PBGÁS, David dos Santos Mouta, que apresentou o fluxo, a estrutura, a gestão financeira e o perfil dos clientes da companhia.

Os gerentes da PBGÁS de Orçamento e Regulação, Ricardo Vieira, de Finanças e Custo, Khalil Gilbran, e de Contabilidade e Controladoria, Regina Guedes, apresentaram suas respectivas Áreas aos executivos da Mitsui. Na visita ao Brasil, os japoneses também vão conhecer os processos financeiros e administrativos das companhias distribuidoras da Bahia (Bahiagás) e de Alagoas (Algás).

O Diretor Administrativo e Financeiro da PBGÁS, David Mouta, destacou que a visita foi bastante produtiva pela troca de experiência entre a multinacional e a Companhia, além de atender as expectativas dos japoneses que puderam ver de perto as informações financeiras e de mercado que recebem regularmente por meio de relatórios. De acordo com David Mouta, os representantes da Mitsui ficaram bastante satisfeitos com os controles existentes na companhia referentes à sua gestão financeira e projeções de mercado de gás no Estado da Paraíba.

A empresa japonesa Mitsui e a controladora da empresa Mitsui Gás e Energia do Brasil que é uma das três acionistas da PBGÁS, atuando ao lado da Gáspetro, empresa controlada pela Petrobrás, e do Governo Estadual. Além de sua presença na Paraíba, a Mitsui ainda se encontra em outros seis Estados brasileiros como acionista de outras companhias de gás natural, como Alagoas, Bahia, Ceará, Paraná, Pernambuco, Santa Catarina e Sergipe.