Novas indústrias na Paraíba deverão ser instaladas com gás natural

13 abr 2012   //   por Administrador   //   Notícias

As novas indústrias a serem implantadas na Paraíba, conforme vêm sendo anunciadas pelo Governo do Estado, já deverão ser instaladas com gás natural canalizado. A Companhia Paraibana de Gás está trabalhando no planejamento de extensão de seu gasoduto para atender aos novos empreendimentos, devendo aumentar a sua capacidade no fornecimento do produto.

Na manhã da quarta-feira (11), uma equipe da PBGás esteve reunida com diretores da Companhia de Industrialização da Paraíba (Cinep) para a troca de informações em relação às novas indústrias. Estiveram na sede do órgão o diretor-presidente da companhia, Zenóbio Toscano, o diretor técnico comercial, Germano Lucena – que representou a Petrobrás Gás S.A (Gaspetro) –, e o gerente de mercado industrial e automotivo, Evaldo Mello. Eles se reuniram com a diretora de operações da Cinep, Eriene Suassuna, e com o engenheiro Antonio Lopes.

Na ocasião, a diretoria da empresa tomou conhecimento dos locais em que deverão ser instaladas as novas empresas, numa área que abrange os municípios de Alhandra, Caaporã, Pitimbu e Conde, situados a cerca de 25 Km do gasoduto que interliga a Paraíba com o Estado de Pernambuco, especificamente no que concerne às cimenteiras e o Distrito Industrial de Caaporã. Já o distrito de Alhandra encontra-se nas proximidades da rede de distribuição da PBGÁS.

O presidente Zenóbio Toscano informou que, de posse das informações obtidas, a PBGÁS já está realizando seus estudos para viabilizar o fornecimento de gás natural a essas novas indústrias. “Serão empreendimentos importantes chegando ao nosso Estado; empresas que utilizam o gás natural como matriz energética de produção ou em substituição ao coque de petróleo, contribuindo assim para a melhoria do meio ambiente”, disse o presidente.

Germano Sampaio, diretor Diretor Técnico Comercial, informou que a empresa está atenta ao perfil dessas indústrias e vai procurar atendê-las nesse tipo de demanda: “É um momento importante para a Companhia. São investimentos governamentais e privados que permitirão a expansão das nossas redes. Procuraremos desenvolver todas as alternativas possíveis para investir naquela região e atender às novas indústrias, o que elevará significativamente o fornecimento de gás natural ao segmento industrial”.

Oportunamente, a diretora de operações da Cinep, Eriene Suassuna, adiantou que alguns desses grupos a serem instalados já formularam pedidos de infraestrutura para utilização do gás natural. Zenóbio reforçou, na ocasião, que os investimentos da PBGÁS incluirão alternativas para viabilizar as indústrias cimenteiras que estão se instalando nesses municípios. “Estamos conscientes do nosso papel no desenvolvimento da Paraíba. Por esta razão, a PBGÁS estará empenhada em assegurar o gás natural para essas indústrias”, finalizou.