Notícias

Artigos da categoria "Notícias"

PBGÁS conecta empreendimento multiuso no bairro do Miramar

28 jan 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

IMG_8022

A PBGÁS conectou ao gás natural canalizado o espaço multiuso Vila Jardim e o restaurante Galeria no bairro do Miramar. O espaço, inaugurado no mês de dezembro, conta com amplo jardim, com o restaurante Galeria ( onde acontecem exposições de arte ), coworking e espaço gourmet para negócios e apresentações culturais.

A diretora-presidente da PBGÁS, Taciana Danzi Amaral, disse que a PBGÁS fica satisfeita em fornecer o energético para um empreendimento com um novo conceito que alia aspectos como a natureza, artes e a sustentabilidade com os conceitos de eficiência, segurança e o respeito ao meio ambiente, que são inerentes ao gás natural. “O gás canalizado dialoga bem com empreendimentos sustentáveis, já que seu fornecimento é contínuo e por gasodutos e dispensa armazenamento de botijões e reabastecimento por caminhões, contribuindo, assim para a segurança e para um ar mais puro”, explicou.

A empresária Kycia Cordeiro contou que o espaço Vila Jardim é um negócio permeado por plantas e natureza e com a pegada sustentável, desde o início do projeto com adaptação da casa construída há 40 anos, com o reaproveitamento de materiais como piso e esquadrias, não tinha sentido utiliza um energético que não fosse ambientalmente responsável, como o gás natural canalizado.  “A cada dia temos a certeza que o uso do gás canalizado foi uma decisão acertada”, avaliou.

Kycia Cordeiro, que já utiliza o gás canalizado em seu prédio residencial, lembrou que a grande vantagem na decisão da escolha do gás natural para seu empreendimento foi não ter a necessidade de construir um depósito para armazenamento, que seria uma preocupação a mais com a segurança.  “O fornecimento contínuo, sem a necessidade de solicitar reabastecimento ou se preocupar se o gás vai acabar, é algo muito importante para o nosso negócio. Os funcionários da cozinha também têm aprovado a pressão do gás e a qualidade da chama para funcionamento dos equipamentos. Ao contrário do gás em botijão que se verifica a baixa da chama quando o volume do produto está baixo”, exemplificou.

 

cozinha oficial

Gás natural é considerado combustível estratégico na transição energética das termoelétricas

20 jan 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

palestra Alairson site

O papel do gás natural na transição energética sobre o viés regulatório e da infraestrutura foi debatido no I Energy Talk, realizado na UNEPASA (Universidade das Centrais Elétricas da Paraíba). O evento foi promovido pela EPASA com apoio da OAB/PB e da consultoria Bussiness Impact Office.

O diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), André Pepitone, falou sobre regulação e as termelétricas a gás natural. Ele destacou que 83% da matriz energética no Brasil é formada pelas energias renováveis e que as perspectivas são de ampliação do uso do gás natural com a adesão das termoelétricas e o equacionamento das questões regulatórias que impactam nos segmentos de transporte e distribuição. “É por isso que o gás natural é combustível da transição energética do Brasil e tem vantagens como o valor da molécula mais baixo que outros combustíveis líquidos e por emitir menos poluentes”.

Em seguida, o gerente de mercado Industrial e Automotivo da PBGÁS, Alairson Gonçalves Filho, apresentou a infraestrutura do gás natural na Paraíba que abrange 331 km de redes de gasodutos em 19 municípios paraibanos.  Alairson falou da expansão do gás canalizado para o setor industrial destacando o diálogo com a Federação das Indústrias e outras entidades, já que mais de 60% do volume do gás distribuído no estado é para atender o setor.

Alairson informou que a PBGÁS já atende a Epasa para funcionamento das caldeiras e a companhia está em tratativas junto ao cenário nacional prospectando um supridor de gás que garanta o fornecimento para toda a usina.  “Hoje a PBGÁS fornece em média 250 mil metros cúbicos dia e a Epasa tem uma demanda de consumo de 1,8 milhão m3 por dia. Sabemos da importância desse projeto para o Estado, para a Epasa e para os cidadãos”, completou

O diretor Técnico e Comercial da PBGÁS, Paulo Campos, afirmou que está muito satisfeito com a participação da PBGÁS neste evento, destacando a importância da Companhia participar dos debates em torno das mudanças regulatórias que impactam o negócio de Distribuição de gás natural canalizado e interagir com seus clientes e agentes de mercado.

O diretor presidente da Epasa, José Ferreira Abdal, disse que utilização do gás natural nas usinas termoelétricas é um caminho sem volta. “Após a chegada da rede de gás natural na nossa porta já conectamos as nossas caldeiras ao gás natural e estamos desenvolvendo projeto piloto para que, ainda este ano, possamos ligar o primeiro motor e ampliarmos o consumo do gás”.

No mês de fevereiro de 2019, a PBGÁS conectou as caldeiras da EPASA ao gás natural canalizado e a usina desenvolve projeto de ampliação do uso do energético para seus motores, o que irá melhorar o processo produtivo, gerar economia e reduzir a emissão de poluentes no meio ambiente.

Bar do Cuscuz amplia consumo de gás natural na alta estação

17 jan 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

BDC-FEED

O Bar do Cuscuz em João Pessoa completa três meses de funcionamento com o gás natural canalizado e se consolida como um dos maiores clientes comerciais da companhia com um consumo superior a de 4 mil metros cúbicos de gás mês.  O restaurante, referência na culinária regional e na qualidade dos serviços, passou a utilizar gás natural em sua cozinha no final do mês de setembro, e já vem desfrutando das vantagens operacionais do energético como o fornecimento contínuo sem a necessidade de abastecimento por caminhões.

 

No período de alta estação, o Bar do Cuscuz está funcionando em três turnos todos os dias da semana e com o fornecimento contínuo, sem interrupções, o que garante o pleno funcionamento dos fogões e fornos. De acordo com o proprietário do Bar do Cuscuz, Jocélio Costa, o gás canalizado está funcionando muito bem e, neste período, não houve qualquer interrupção no seu fornecimento, o que dá mais tranquilidade para a equipe da cozinha.

 

Ele afirmou que pretende manter a parceria com a PBGÁS e estuda ampliar o uso para outros empreendimentos em João Pessoa e também no Bar do Cuscuz em Campina Grande.   “O gás canalizado oferece algumas vantagens, como por exemplo, não necessitar de espaço para armazenamento de botijões. O antigo espaço para isso dará espaço a um depósito o que melhorará o nosso processo logístico”, afirmou o empresário.

 

Para o diretor Técnico Comercial da PBGÁS, Paulo Campos, a companhia fica satisfeita de ter como cliente um empreendimento de  alto conceito na culinária regional e na qualidade no atendimento, que agora ganha também no conceito de empreendimento ambientalmente responsável ao utilizar um energético mais limpo. “Ao longo dessa parceria o cliente vai perceber várias vantagens oferecidos pelo gás natural, como a economia e a segurança, já que não precisará mais armazenar combustível inflamável no seu estabelecimento”, explicou.

 

 

Pbgás e Cinep traçam metas para ampliação da rede de gás natural em polos de desenvolvimento

10 jan 2020   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

MATERIA

A ampliação da rede de gasodutos para atender a projetos estratégicos do Estado da Paraíba foi pauta de reunião nesta quinta-feira (9), entre a presidente da PBGÁS, Taciana Amaral, o presidente do Conselho de Administração da PBGÁS, Marcelo Cavancanti, o presidente da CINEP, Romulo Polari Filho e a assessora de governança da PBGÁS, Érika Del Pino.

Na reunião, os representantes da PBGÁS e da CINEP apresentaram os projetos estratégicos para os próximos anos e discutiram a ampliação da infraestrutura de gás natural em áreas estratégicas como o Polo Turístico Cabo Branco e o Distrito Industrial de Caaporã na perspectiva de promoção do desenvolvimento econômico.

De acordo com a diretora-presidente da PBGÁS, Taciana Amaral, o gás natural é um energético muito versátil com inúmeras aplicações e soluções que influenciam no processo decisório para implantação de uma indústria. Taciana ressaltou a importância desse estreitamento no planejamento e nas metas entre a PBGÁS e da CINEP, destacando que a ampliação da rede de gasodutos para áreas elencadas pelo governo do Estado está em sinergia com o planejamento da companhia.

O diretor -presidente da Cinep, Romulo Polari Filho, apresentou os projetos prioritários do governo do Estado, destacando o Polo Cabo Branco com a implantação de grandes resorts e o Distrito Industrial de Caaporã para abrigar novas indústrias. Ele explicou que entre as variáveis que os empresários do setor industrial priorizam na hora de decidir sobre o local de se instalar estão a energia e o gás natural. “Hoje sem o gás natural não há competitividade para indústria. É importante a construção dessa sinergia entre a CINEP e a PBGÁS”.

 

 

 

 

Taciana Amaral acumulará Presidência e Diretoria Administrativa Financeira da PBGÁS

25 dez 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

taciana editada

 

A Diretora Administrativa e Financeira da Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS), Taciana Danzi Oliveira Amaral, assumiu, interinamente, a Presidência da companhia na manhã desta quinta-feira (19).

O Governador João Azevedo, no dia 18 de dezembro, encaminhou ofício ao Presidente do Conselho de Administração da PBGÁS, indicando Taciana Amaral para substituir Tatiana Domiciano. Em cumprimento ao Estatuto Social da empresa, o Conselho de Administração foi convocado extraordinariamente para eleger a nova Diretora-Presidente da Companhia.

Taciana Amaral tomou posse na manhã desta quinta-feira (19). Com a eleição ocorrida no dia de hoje, a Diretoria Executiva da PBGÁS passa a ser composta por Taciana Amaral, na Presidência e na Diretoria Administrativa Financeira, e por Paulo Campos, na Diretoria Técnico-Comercial.

Taciana Amaral assumiu o comando da Companhia em virtude da vacância do cargo de Diretora-Presidente, até que outro titular seja indicado pelo acionista majoritário da distribuidora de gás natural, que é o Estado da Paraíba.

Taciana disse que recebeu com honra a indicação do Governador e agradeceu a confiança de representar o acionista Estado da Paraíba neste período de interinidade. “A responsabilidade aumenta, pois temos metas ousadas para o ano de 2020, mas é sempre uma honra colaborar como presidente de uma empresa que completou 25 anos de existência, que vem trabalhando arduamente para contribuir no desenvolvimento econômico e social do Estado da Paraíba, provendo a infraestrutura de gás canalizado e facilitando a vida das pessoas”, afirmou.

 

Taciana Amaral é administradora de empresas com especialização em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), funcionária da empresa Mitsui Gás e Energia do Brasil, atua na área de gás natural canalizado há muitos anos. Ela já contribuiu com empresas de gás natural como ALGÁS (AL), SERGÁS (SE), COPERGÁS (PE) e BAHIAGÁS (BA).

PBGÁS emite nova com mudanças no programa de incentivo ao GNV

18 dez 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

WhatsApp Image 2019-12-18 at 11.07.14 (1)

Prezados,

Informamos que a PBGÁS vem mantendo vigente o programa de fornecimento de bônus desde 2012, e neste período apoiou a conversão de mais de 2.200 veículos no Estado da Paraíba No entanto, entendemos que os esforços da Companhia, assim como o segmento precisam evoluir na defesa e manutenção da cadeia do Gás Natural Veicular (GNV).

Por este motivo informamos que o Programa de Incentivo a Conversão com bonificação será descontinuado a partir de 01 de janeiro de 2020, todos os veículos que forem convertidos até 31 de dezembro de 2019 estarão elegíveis desde que cumprirem com todas as regras do programa vigente.

A PBGÁS entende a relevância do segmento e ratifica o compromisso com o mercado. Por isso, já estuda uma nova estratégia de fortalecimento do mercado GNV e agradece a parceria com motoristas e convertedoras ao longo destes anos.

Informamos que investiremos recursos em uma ostensiva campanha com a contribuição e participação dos parceiros do segmento GNV.
Atenciosamente,

Gerência de Mercado Industrial e Automotivo

PBGás inicia tratativas para fornecimento de gás natural para indústria de alumínio

4 dez 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

feed

A diretoria da PBGás recebeu, nessa segunda-feira (2), os executivos da indústria Alumasa, empreendimento com sede em Santa Catarina, com 30 anos de atuação no mercado de esquadrias de alumínio, acessórios para banheiro e jardim, que irá se instalar no município de Ingá no próximo ano, conforme assinatura de protocolo de intenções na manhã dessa segunda-feira com o governador da Paraíba, João Azevêdo.

O diretor técnico comercial da PBGás, Paulo Campos e o gerente de Mercado Industrial, Alairson Gonçalves Filho, representaram a companhia e discutiram oportunidades para fornecimento de gás natural à nova unidade industrial da Alumasa, no município de Ingá. O sócio-proprietário da Alumasa, Rodrigo Fontanella, e o supervisor Leandro Spricigo destacaram a importância da aproximação com a PBGás que será um dos principais parceiros no fornecimento de um energético essencial para o funcionamento da fábrica, que já utiliza gás natural em sua planta industrial no município de Urussunga, em Santa Catarina.

De acordo com o diretor técnico comercial da PBGás, Paulo Campos, a companhia vê com bons olhos a instalação de plantas industriais voltadas para atender a construção civil que vive a expectativa de uma retomada nos próximos anos. Paulo Campos acrescentou que a PBGÁS está preparada para realizar as tratativas para o pleno fornecimento do gás natural para a indústria de alumínio.

O gerente de Mercado Industrial da PBGás, Alairson Gonçalves Filho, destacou que a equipe técnica e comercial da companhia está à disposição para apoiá-los no processo de conexão e adequações para receber indústria Alumasa dentro de seu cronograma de implantação, uma vez que a região já conta com a infraestrutura de gás natural canalizado.

A Alumasa tem mais de 30 anos de atuação no mercado e fabrica esquadrias de alumínio, acessórios para banheiro, jardim e derivados de plástico. Os produtos da empresa são utilizados em diversos ramos industriais como metalúrgica, mecânica, energias renováveis, implementos rodoviários, moveleira e construção civil. Os seus produtos estão presentes, por meio de seus representantes, em 24 estados brasileiros, Argentina, Uruguai, Paraguai e a empresa pretende atuar nos mercados de outros países.

registrado em:

PBGÁS conecta restaurantes do MAG Shopping ao gás natural

27 nov 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

DSC_8539

A PBGÁS iniciou a distribuição do gás natural canalizado para o MAG Shopping, localizado na orla marítima de João Pessoa. Nesta primeira etapa, 13 restaurantes e estabelecimentos localizados na Praça de Alimentação estão conectados ao gás canalizado dentro de um padrão de modernidade, conforto, segurança e eficiência.

 

Dentre os novos clientes PBGÁS estão restaurantes como Giraffas, Montana, Donatário, Texas Grill, Laça Burguer, Empóro do Grão e Jin Jin Wok, Habbib´s, BK, Pizza Hut, Yassay, Tasquinha do Tio e o Camarada Camarões que será inaugurado em breve.  Na Paraíba já são seis grandes shopping ligados ao gás canalizado (Manaíra e Mangabeira Shopping, MAG Shopping, Pátio Shopping, Partage Shopping e Luiza Mota. Para a instalação da rede de gás do MAG Shopping e do Conjunto de Regulagem e Medição (CRM), a PBGÁS investiu R$ 85 mil. A previsão é que o empreendimento consuma 8 mil metros cúbicos de gás ao mês, que representa o 3º maior consumo do produto neste segmento.

 

O engenheiro civil, Assis Neto, que acompanhou o projeto de implantação do gás natural no MAG Shopping, afirmou que lojistas se mostram satisfeitos com a chegada do produto por oferecer algumas vantagens como o fornecimento contínuo, sem a necessidade de reabastecimento por caminhões, e a segurança, já que dispensa o armazenamento de cilindros e o empreendimento ganha mais espaço para estacionamento. O engenheiro também destacou que o fato do shopping está localizado em uma área exuberante converge com a sustentabilidade do gás natural.  “Ainda não temos informações fechadas, até porque iniciamos a poucos dias, mas também esperamos uma redução considerável da conta do gás, beneficiando os lojistas da praça da alimentação”.

 

De acordo com a presidente da PBGÁS, Tatiana Domiciano, a adesão de mais um  empreendimento de sucesso marca o momento de expansão no gás no segmento comercial estando presente nos principais shoppings de João Pessoa e Campina Grande. Ela destacou a PBGÁS vai fechar o ano com cerca de R$ 7 milhões em investimentos em expansão e saturação de rede de distribuição e que para 2020 estão previstos mais R$ 7,2 milhões em investimentos para a construção de 16 km de redes de gasodutos, aproximando ainda mais os serviços da PBGÁS da população.

 

O empresário do ramo de restaurantes, Germano Brasil, conta que já utiliza o gás natural em um restaurante no shopping Mangabeira há 4 anos e nunca passou por problemas como a falta de fornecimento ou problemas na chama dos fogões. “Como cliente do GLP e do gás natural, se tiver como optar escolho o gás natural canalizado pelo seu fornecimento contínuo, por dispensar armazenamento de botijões e pela economia. Por isso, agimos junto a direção do MAG shopping que acertou na escolha pelo gás natural para abastecimento da praça da alimentação do empreendimento”, avaliou.

Parceria entre PBGÁS e Uber oferece palestra sobre o GNV

14 nov 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

IMG_7383

A PBGÁS firmou parceria com a Uber para concessão de palestra educativa para os motoristas parceiros do aplicativo interessados em instalar GNV como estratégia de redução dos custos com combustíveis.

A PBGÁS concede bônus de até R$ 1 mil reais na instalação de kits GNV 5ª geração, e durante a palestra explicou sobre as vantagens do GNV e passo a passo para os motoristas aderirem ao incentivo.  A Uber também tem feito parcerias com convertedoras que oferecem melhores condições de parcelamento, e a gratuidade das taxas obrigatórias do Detran e da Vistoria do Inmetro para os motoristas parceiros do aplicativo.

O Gerente de Marketing e Relacionamento com o Mercado da PBGÁS, George Ferreira, apresentou nesta terça-feira (12) palestra aos motoristas de aplicativos sobre as vantagens e informações necessárias para instalação dos kits GNV.

George Ferreira destacou, ainda, características que tornam o GNV mais eficiente como rodar em média 3 km por mais do que a gasolina por km, menos desgastes nas peças do motor e por manter por décadas um melhor nível de economia do que a gasolina e o etanol.

O proprietário da convertedora GNV Prime, Bruno Leão, afirmou que esta parceria com a Uber é fundamental para aumentar a lucratividade dos motoristas e já tem gerado bons frutos em outros estados brasileiros.  A Uber também, tem feito parcerias com convertedoras da rede “Especialista do Gás” da Landirenzo, parceira exclusiva da Uber para o GNV, para melhores condições de parcelamento, e a inclusão das taxas obrigatórias do Detran-PB e da Vistoria do Inmetro para os motoristas parceiros do aplicativo.

 Bruno apresentou simulações que instalando GNV os motoristas podem economizar 38% por mês nos gastos com combustíveis, o que se torna muito representativo se o motorista rodar mais de 150 km por dia. “Na maioria das simulações em cerca de seis meses os usuários do GNV pagam o investimento na instalação do KIT, ampliando suas margens de lucro o restante do tempo”, completou Bruno.

O motorista de aplicativo, José Sivaldo, disse que trabalhou em uma empresa por 13 anos em que todos os carros da frota eram movidos à GNV e a economia muito grande. “Lembro que éramos proibidos de rodar com a gasolina, pois as despesas da empresa caiam bastante com o gás natural”.

Ele informou que decidiu instalar o GNV, pois um amigo que trabalha com o Uber reduziu os gastos com combustíveis em R$ 800 por mês quando instalou o kit GNV. “O combustível tem um peso enorme no nosso negócio e esperava esses incentivos da PBGÁS e da convertedora para poder retornar ao GNV, que é mais econômico, seguro e ainda ajuda o meio ambiente”, avaliou Sivaldo.

Bônus- As informações sobre o Programa de Incentivo ao GNV podem ser consultadas no endereço eletrônico www.pbgas.com.br ou no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), pelo 0800 281 0197.

Para receber o benefício, basta o motorista realizar a conversão e regularização de seu veículo no período de vigência do Programa de Incentivo ao GNV, em convertedoras credenciadas pela PBGás em João Pessoa (Extra Gás e GNV Prime) e Campina Grande (Maecio Serviços) e comparecer a PBGás localizada na rua Antônio Rabelo Junior, 161, 12ª andar, no edifício Eco Business Center com a documentação que comprove a conversão em uma das oficinas credenciadas.

 

Novo presidente da Mitsui Gás visita à Paraíba e conhece projetos de expansão

8 nov 2019   //   por Clóvis Augusto Guimarães Gaião de Queiroz   //   Notícias

editada

O novo presidente da empresa Mitsui Gás e Energia do Brasil, Taira Nozaki, esteve em João Pessoa nesta quinta-feira (7), para conhecer as novas instalações da Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS), a infraestrutura de gasodutos e os novos projetos de expansão para os próximos cinco anos.

Durante a visita, o ex-presidente da Mitsui, Hiroki Toko, que se despediu do cargo recentemente, apresentou o novo CEO da empresa a diretoria executiva da PBGÁS, ao secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente do estado, Deusdete Queiroga e ao secretário executivo de Energia, Robson Barbosa. O diretor da Mitsui Gás no Nordeste, Ricardo Cavalcanti, também participou da reunião e falou sobre os principais pontos do projeto do novo mercado do gás.

O CEO da Mitsui Gás, Taira Nozaki, destacou sua expectativa positiva de crescimento da PBGÁS nos próximos anos. “O mercado do gás natural está crescendo bastante no país, e é o nosso principal negócio. Queremos ampliar esses investimentos na região Nordeste, alinhado com a nossa estratégia e dos nossos parceiros”.

Taira Nozaki agradeceu a receptividade dos representantes da PBGÁS e do governo da Paraíba na sua primeira visita ao Estado. “Já conhecia sobre o trabalho da PBGÁS, através do Conselho Administrativo, mas venho pela primeira vez para conhecer de perto a forma de trabalho em seu escritório e os planos de crescimento da companhia que tem um papel importante no desenvolvimento da Paraíba”.

Os diretores da PBGÁS Tatiana Domiciano, Taciana Amaral e Paulo Campos fizeram uma apresentação conjunta ao secretário Deusdete Queiroga e aos executivos da Mitsui Gás sobre a infraestrutura de distribuição do gás natural que atualmente possui 329 km de gasodutos, que atendem a 14 municípios paraibanos. Paulo Campos explanou sobre os projetos de expansão das redes nas áreas urbanas de João Pessoa e Campina Grande, que incluem a chegada a novos bairros como Jardim Oceania e Bessa, em João Pessoa, e Centro e Alto Branco, em Campina Grande.

O novo panorama de gás natural no Brasil e na Paraíba, a partir da atualização dos marcos legais e regulatórios, também foi discutido pelos representantes da PBGÁS, da Mitsui Gás, da Gaspetro e do governo da Paraíba. A presidente da PBGÁS, Tatiana Domiciano destacou a importância do modelo tripartite de gestão, o que torna a gestão administrativa e técnica do negócio mais segura e eficaz.

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Deusdete Queiroga, considerou a reunião bastante positiva e que irá programar um encontro entre a nova diretoria da Mitsui Gás e com o governador João Azevêdo no sentido de discutir estratégias e parceria para o fortalecimento do setor no gás canalizado na Paraíba. Deusdete considerou prioritário para o governo da Paraíba continuar investindo no fortalecimento da infraestrutura de gás canalizado que gera desenvolvimento para o Estado.

A diretora Administrativa e Financeira da PBGÁS, Taciana Amaral, avaliou a visita dos executivos da Mitsui Gás como bastante oportuna, por estreitar ainda mais os nossos laços entre os acionistas da PBGÁS. “O novo presidente e os diretores da Mitsui conheceram de perto o trabalho da companhia e este novo cenário de mudanças do mercado gás natural no país e da Paraíba. Esse alinhamento é estratégico para o sucesso do planejamento e das ações de expansão da nossa infraestrutura de gás no estado”   explicou.

A Mitsui Gás do Brasil, que pertence ao grupo multinacional Mitsui & Co. Ltd., do Japão, é um dos três acionistas da PBGás, atuando na Paraíba ao lado da Gaspetro, empresa controlada pela Petrobrás, e do governo Estadual. Iniciando suas atividades no Brasil em 2006, a Mitsui Gás vem crescendo bastante no mercado de distribuição de gás natural canalizado e, após a compra de parte das ações da Gaspetro, já está presente em 19 distribuidoras de gás natural no Brasil.

IMG_7379

 

 

Páginas:1234567...41»